Revista Baiana de Saúde Pública, Vol. 34, No 1 (2010)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

TAXA DE MORTALIDADE POR SUICÍDIO E INDICADORES SOCIOECONÔMICOS NAS CAPITAIS BRASILEIRAS

Gabriel Schnitman, Emy Guerra Kitaoka, Guilherme Santos de Souza Arouca, André Luiz da Silva Lira, Diogo Nogueira, Meirelayne Borges Duarte

Resumo


O estudo em questão considera o suicídio um problema de saúde pública, um acontecimento complexo desencadeado pela influência de fatores estressores sobre o indivíduo. O objetivo deste artigo é avaliar o componente social nas mortes por suicídio, pela análise de indicadores socioeconômicos. Trata-se de um estudo do tipo ecológico exploratório que busca a associação entre dez indicadores socioeconômicos e a taxa de suicídio em todas as capitais do país. Os dados utilizados foram obtidos no DATASUS e no Atlas de Desenvolvimento Humano no Brasil do IBGE, referentes ao ano 2000. Os resultados apontam que a taxa de mortalidade por suicídio variou de 0,77 / 100 mil habitantes em Salvador (BA) a 14,04 / 100 mil habitantes em Boa Vista (AC). O sexo masculino apresenta risco relativo 3,7 vezes maior de cometer suicídio do que o feminino. A faixa etária de 15 a 29 anos apresentou menor risco relativo de cometer suicídio, enquanto o maior risco relativo foi encontrado na população com idade igual ou superior a 60 anos. Ambos os indicadores de desigualdade social (Índice de Gini e Índice L de Theil) apresentaram correlação negativa com a taxa de mortalidade por suicídio, com significância estatística (rs = -0,479, p = 0,011 e rs = -0,403, p = 0,037, respectivamente). Concluiu-se que há associação entre os indicadores de desigualdade social e as taxas de suicídio. Nenhum outro indicador socioeconômico apresentou correlação, o que leva a acreditar que a origem e o amadurecimento do pensamento suicida parecem sofrer influência preponderante de fatores biopsicológicos.


Texto Completo: PDF

 

ISSN: 01000233 - Impresso
ISSN: 2318-2660 - Eletrônico

 

Rua Conselheiro Pedro Luiz, 171, Rio Vermelho - CEP 41950-610 - Salvador -Bahia,  Brasil Telefax: 71 3115-4343