Revista Baiana de Saúde Pública, Vol. 34, No 3 (2010)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

PERFIL DA VITIMIZAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES, SEGUNDO DESCRIÇÃO DE CASOS POR ALUNOS E PROFESSORES DE ESCOLAS PÚBLICAS

Maria Conceição O. Costa, Marcos Antonio O. Santana, Rosely C. de Carvalho, Karine Emanuelle P. de Souza, Nilma Lázara de A. Cruz, Mariana Rocha Silva, Mona Lisa C. A. da Silva

Resumo


O objetivo deste artigo é traçar perfil da vitimização sexual de crianças e adolescentes, segundo descrição de casos por alunos e professores de escolas públicas. Trata-se de estudo transversal, envolvendo alunos (14 a 19 anos), ambos os sexos e professores da Rede/Feira de Santana, 2006. A amostragem foi por conglomerado (estágios múltiplos), selecionando-se aleatoriamente escolas de diferentes portes (10), alunos (732) e professores (88), respeitando proporcionalidade e representatividade (42 escolas); utilizou-se instrumento autoaplicável e sigiloso. Os resultados mostraram que alunos de ambos os sexos e faixas etárias citaram maiores proporções de estupro; identificaram-se casos ocorridos no domicílio ou comunidade, divulgados e denunciados pela mãe; perpetrado pelo pai e a maioria das vítimas estava na faixa de 12 a 16 anos; a proporção de vitimização também na infância (acima de 30%) foi alta; alunos mais jovens descreveram maiores proporções de agressores desconhecidos e ocorrências na comunidade; a pedofilia foi citada por mais de 20% do sexo masculino e da faixa de 17 a 19 anos. Professores descreveram estupros ocorridos no domicílio, denunciados pelas mães, perpetrados pelos pais, usando intimidação verbal e outras. Concluiu-se que a proximidade da escola com a violência infanto-juvenil fazendo parte do cotidiano das famílias e grupos aponta necessidade de práticas, destacando sensibilização para a identificação e notificação de casos.

Texto Completo: PDF

 

ISSN: 01000233 - Impresso
ISSN: 2318-2660 - Eletrônico

 

Rua Conselheiro Pedro Luiz, 171, Rio Vermelho - CEP 41950-610 - Salvador -Bahia,  Brasil Telefax: 71 3334-0428